Entre com sua busca

Blog

O Eu e a Democracia

  Muitas pessoas podem saber que os “gregos inventaram a democracia” e que “Atenas era o berço da democracia.” Eu penso no indivíduo como um membro da “democracia.” Não considero o eu em oposição à sociedade, mas como uma entidade que só pode sê-lo totalmente em relação a outras pessoas. O “Eu” apenas faz sentido em relação não apenas à família ou aos amigos, mas também a outras pessoas da comunidade como um todo. A afirmação clássica desta prioridade é […]

A loucura, a História e Nossa História

A loucura foi representada, através dos tempos como: dom divino, sem razão, desvio da norma, degeneração, perversão, sofrimento psíquico, etc. Para falar da história destas representações escolhemos ter como referência Michel Foucault (1972) quem, no livro história da loucura faz um estudo das condições históricas que fizeram com que a loucura passasse a ser entendida como doença mental a partir do século XIX. O Pál Pelbart (1989) nos introduz no modo como os gregos entendiam a loucura fazendo referência no […]

A Tatuagem: Uma Compreensão Psicanalítica

O termo tatuagem encontra sua origem nas ilhas da Polinésia e revela o vínculo desta com o pensamento animista, atribuído às sociedades primitivas. A tatuagem sobre o corpo permitia beneficiar-se com os favores dos espíritos ou proteger-se de seus castigos. Para os habitantes primitivos do Taiti era um reflexo cutâneo de um modo de funcionamento social. Atualmente, nas nossas sociedades contemporâneas o ato voluntário de tatuar-se mostra um gesto individual e neste sentido é um ato privado. Pelo desenho na […]

Porque o Édipo é o Mito mais Estudado?

Prof. Dr. Antonios Terzis CRP 06/25883 Freud (1856-1937), que reuniu os desenvolvimentos das ciências da vida efetuados no século XIX para chegar a uma nova ciência da mente, foi o influenciador e fundador da Psicanálise. Desde então o mito grego do Édipo serve em geral como uma Psicologia profunda, compreendendo a realidade psíquica e os complexos familiares simultaneamente, sendo uma prova da extraordinária riqueza psíquica da Grécia antiga. A Grécia nos oferece uma oportunidade de revermos as nossas realidades psíquicas […]

CURSO: INTRODUÇÃO A PSICO-ONCOLOGIA II

Ampliando Temáticas e conceitos sobre o cuidado emocional do paciente e da família em face à dramática do adoecer de câncer São imensos os desafios do psicólogo para atuar em psico oncologia. Inicia-se com a interface no campo biológico ou com sua inserção no ambiente hospitalar e multiprofissional.    E culmina com a necessidade crescente em compreender o papel de ligação entre o somático e o psíquico, unir o objetivo ao subjetivo, a doença ao doente.  Tudo isso requer, além de […]